Muricy elogia ex-atacante do São Paulo e revela relação entre jogador e cobranças de falta de Rogério Ceni

O ex-atacante Aloísio Chulapa, campeão mundial e tricampeão brasileiro pelo São Paulo, foi um dos convidados do programa Bem, Amigos, do Sportv, que tem como comentarista o ex-técnico Muricy Ramalho, seu treinador durante sua passagem pelo Tricolor Paulista.

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores

Crédito: Rubens Chiri/saopaulofc.net

O “papai”, como Aloísio chama Muricy, não deixou de elogiar seu ex-atleta e revelou uma jogada específica do atacante. Segundo o comentarista, Chulapa sabia “como ninguém” conseguir faltas para Rogério Ceni.

“Tínhamos uma jogada, jogávamos com bola larga, ele fazia o pivô, ele ‘juntava’ nosso time. Mas ele cavava muita falta para o Rogério Ceni bater, sempre nessa jogada de pivô. Ele pensava no companheiro, isso era uma coisa dele. Era muito inteligente. Ele sabia que falta dali era meio gol para o Rogério, então ele fazia isso, além de pensar no companheiro, pensava no time também”, disse Muricy.

A boa relação com os companheiros de São Paulo também foi tema tocado pelo ex-treinador, que revelou um caso curioso de Aloísio.

“É o único jogador com quem eu trabalhei que chegava no banco e pedia para colocar outro, que no caso era o Borges. Ele pedia para eu colocar o Borges e eu falava: ‘fica na sua’.”

Aloísio fez questão de explicar o porque dos pedidos incessantes por Borges, que chegou ao São Paulo como seu reserva. Segundo ele, era uma espécie de agrado ao ex-companheiro.

“Pedia porque se entrasse no jogo, mesmo que fossem cinco ou dez minutos, ganhava o bicho inteiro, se não entrasse era só metade. Eles não faziam isso por mim, ms quando o Juvenal entrava no vestiário era bom demais”, disse o bem-humorado ex-atacante.

Homenagem
Ao fim da participação do ex-jogador do São Paulo no Sportv, uma revelação surpreendeu ainda mais. Segundo Aloísio, seu quarto filho será batizado com o nome de Rogério Ceni.

Leia mais:
“Corinthians não veio para jogar futebol”, dispara Pituca após eliminação do Santos