“Futebol mexicano é mais intenso”, declara zagueiro Fabrício Silva, do Vera Cruz (MEX)

Com passagens por diversos clubes no Brasil e no exterior, o zagueiro Fabrício Silva foi contratado pelo Vera Cruz, do México no fim de 2018.

Flavio Souza
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação / Vera Cruz

O time mexicano é o 17º clube do zagueiro de 29 anos, que passou por grandes clubes do Brasil. Revelado pelo Flamengo, o jogador se destacou pelo Paraná, que chegou a render uma passagem do jogador pelo Hoffenheim (ALE).

No Brasil ele jogou por também Palmeiras, Cruzeiro, Atlético-PR, Vasco, Vitória, Fluminense, Bragantino e por último no Guarani, onde chamou interesse do futebol mexicano.

No exterior, além do clube alemão, ele também defendeu os clubes Partizan (Sérvia), Muangthong United (Tailândia), Astra Giurgiu (Romênia), Omonia (Chipre) e Aqtobe (Casaquistão).

Em entrevista exclusiva para o site Torcedores, Fabrício contou como está sendo sua experiência e adaptação no futebol mexicano e seus planos para o futuro:

Torcedores – Como foi para você sair do Guarani e ir para o México, jogar pelo Vera Cruz?

Foi vista com muitos bons olhos, já que eu acabei fazendo um bom campeonato pelo Guarani (pela série B, em 2018) que me gerou essa oportunidade de vir para o México.

Não é sua primeira experiência fora do Brasil. O que está sendo diferente em comparação as outros passagens anteriores de sua carreira?

O que mais tem sido de diferente para mim, e pelo lado positivo, foi minha adaptação com a língua. Consegui me adaptar mais rápido por conta de estar falando muito bem o espanhol.

Como é a paixão dos torcedores mexicanos pelo futebol?

E igual ao Brasil, são fanáticos e apaixonados!

Considera que o nível do campeonato mexicano é maior do que o brasileiro, em relação aos clubes?

Não considero. O futebol brasileiro tem mais qualidade, mas o mexicano é mais intenso!

Na sua opinião, qual os quais os principais fatores que fazem com que o futebol mexicano seja tão atrativo para jogadores do mundo todo?

Acredito eu que vários fatores, é uma liga rica onde os clubes tem boa estrutura e muita grana. Fora isso, tem um nível bastante alto e competitivo.

Boselli e Tiago Volpi chegaram ao Brasil, depois de sucesso no futebol mexicano, mas ainda não engrenaram por Corinthians e São Paulo. Acredita que exista alguma razão para isso?

Adaptação, para muitos é simples, mas para nós, sabemos que leva um certo tempo. Ás vezes mais, às vezes menos, mas a adaptação é uma coisa que necessita tempo!

Quais são seus planos para o futuro? Pretende jogar até qual idade?

Cumprir meu contrato aqui, e seguir por aqui. E pretendo jogar ate onde meu corpo aguentar! (risos)

LEIA MAIS

BUSQUETS DIZ QUE ‘MESSI É ÚNICO’ E RELEMBRA TÍTULO DO BARCELONA CONTRA O MANCHESTER UNITED EM 2011