Carille bate boca com repórter após indagação sobre ‘espiões’ e relação com a imprensa

O clima esquentou na sala de imprensa do Pacaembu após a classificação do Corinthians para a final do Paulistão. Carille discutiu com um repórter que o indagou sobre os espiões que fizeram o técnico fechar os treinos no CT Joaquim Grava e também sobre a relação do treinador com os jornalistas.

Roberto Junior
Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.

Crédito: Reprodução/Corinthians TV

Carille desabafou ao dar sua versão sobre os espiões citado por ele na última semana. O técnico ainda estendeu suas críticas a algumas notícias mentirosas que saem na imprensa, onde relembrou um episódio que colocaram ele em um time árabe e no fim acertou com outro.

“Que bom você ter levantado isso. Eu ganho um jogo de 1 a 0 na Arena de jogada de bola parada que eu treinei. E o técnico adversário, meu amigo, fala: é fogo perder uma bola parada que eu sabia. Mas como você sabia? Fica esperto, porque me passaram. Quando chamei de mentirosa a imprensa e serviu para alguns, eu estava na Venezuela. Quando falei, ele disse que eu estava acertado com Al-Hilal, para ganhar 1 milhão por mês e com Rodriguinho acertado. Meu almoço para decidir foi na segunda, depois do jogo contra o Sport. Por que soltaram na quarta-feira que eu estava certo com o Al-Hilal e que o Rodriguinho já estava contratado?”, indagou Carille. 

“Quem falou? Uma fonte. É difícil, a gente já vive num país cheio de problema e de mentira, levam para o torcedor uma coisa que não tem. Eu acertei para o Al-Wheda na segunda, na quarta anterior falaram que eu estava no Al-Hilal com o Rodriguinho contratado. De onde saiu isso?”, desabafou.

O repórter afirmou que por causa das declarações de Carille sobre “espiões” na última sexta-feira, ele sofreu criticas nas redes sociais e foi cobrado. O treinador rebateu e falou que também já sofreu pressão por coisas publicadas pela imprensa.

“Está incomodado, é você um deles? Eu tomei uma pressão no posto de gasolina, pois a imprensa falou que eu barrei a chegada do Drogba. Se equivocam demais, eu sei que você é um dos irritados. Talvez a carapuça está servindo para você…”, declarou Carille.

O clima ficou pesado e a assessoria de imprensa do Corinthians precisou intervir a discussão entre o técnico e o repórter André Ranieri, da Jovem Pan.

LEIA MAIS
VEJA AS NOTAS DOS JOGADORES DO CORINTHIANS NA CLASSIFICAÇÃO CONTRA O SANTOS