Usuários do Facebook comemoram morte de Dona Marisa

Crédito: Reprodução

Durante a madrugada desta quinta-feira, 02 de fevereiro, boatos sobre o falecimento da ex-primeira dama Dona Marisa Letícia já percorriam as redes sociais como uma pandemia, asseverados por todos, mesmo que não sendo confirmados por fontes oficiais. Oficial era, segundo o doutor Roberto Kalil,  que após oito dias internada no Hospital Sírio-Libanês por conta de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico, a esposa do ex-presidente Lula estava num estado irreversível sem fluxo cerebral.

Dois deputados próximos a Lula chegaram a adiantar terem recebido uma ligação dizendo que dona Marisa Letícia, infelizmente, faleceu. “O próprio Lula ligou para alguns deputados mais próximos para dar a triste notícia sobre a morte de Marisa Letícia”, publicou o deputado Severino Motta em sua conta no Twitter.

Poucas horas depois, o próprio ex-presidente usou sua conta do Facebook para agradecer o apoio de todos e informar que os procedimentos para a doação de órgãos já tinha sido autorizada.

E a internet, como sempre, expôs o que tem de pior nela: seus usuários sem coração ou o mínimo de respeito ao próximo. E não foi apenas a constatação de que o Brasil perdeu uma das importantes mulheres do país ou a confusão gerada pelo ardor por dar a notícia primeiro. Se foi também o respeito, a empatia, o bom senso. Restando apenas o absurdo. Também houve relatos de buzinaços na frente do hospital onde a ex-primeira-dama estava internada.

marisa 1 marisa 2 marisa 3 marisa 4 marisa 5 marisa 6 marisa 7 marisa 8 marisa 9 marisa 10 marisa 11.

Muitos usuários também prestaram apoio e condolências ao ter lido as publicações que falavam sobre o caso.