Bloco Pagu estreia no carnaval pela mulher e diversidade

bloco
Créditos: Divulgação

Que tal participar de um bloco de carnaval com segurança? Melhor e ainda se você for mulher e não quiser sofrer os assédios usuais que acontecem nessa data. O Bloco Pagu surgiu da necessidade em criar um movimento festivo que comemore a igualdade entre gêneros, diversidade, a liberdade individual do ser humano e principalmente o respeito.

O carnaval é o período em que as mulheres mais sofrem assédio e violência e o Bloco Pagu, em sua estreia este ano, vem com o discurso voltado para defender o direito de todos se divertirem sem medo de ser o que são, de estar onde estão e de não sofrerem abuso.

O repertório homenageará as grandes intérpretes da história da música brasileira. O bloco trará um trio elétrico de 140.000 watts de potência e, segundo anunciaram, será o mesmo utilizado por Alceu Valença em carnavais anteriores.

Bárbara Eugênia, Julia Valiengo (Trupe Chá de Boldo) e Aline Nascimento são as intérpretes oficiais do bloco e também as responsáveis por trazer os clássicos da Música Popular Brasileira para os ouvidos e corações dos foliões que irão escutar as imortais da música popular brasileira: Gal Costa, Elis Regina, Clara Nunes, Elza Soares, Dona Ivone Lara, Carmem Miranda, Beth Carvalho, Baby do Brasil, Marina Lima, Elba Ramalho, Marisa Monte, Daniela Mercury, Ivete Sangalo, Elizeth Cardoso, Maria Bethania, Rita Lee, entre tantas e tantas outras.

Ainda vai ter o DJ Aquecimento para manter o ritmo e esquentar a galera e a jornalista Cris Naumovs será responsável pelas pickups no aquecimento e dispersão da saída oficial.

E batendo firme como o coração do Bloco Pagu, no chão, a bateria de responsa, composta por mais de 50 integrantes. O detalhe mais primoroso: todas as integrantes são mulheres. Comandada por Claudinho Santana e mestras experientes, assim como informa a página oficial do bloco no Facebook, não é preciso saber tocar para se juntar à equipe.

A saída oficial será no dia 28 de fevereiro (terça-feira) e a trajetória ainda está a ser definida pela Prefeitura do Estado de São Paulo.

O Blobo Pagu ainda oferece uma oficina de bateria e as inscrições podem ser feitas até o final de janeiro por e-mail (blocopagu@gmail.com). Os ensaios ocorrem todos os sábados, das 16hs às 19hs em diversos locais.

E aí? afim de curtir o carnaval com respeito e diversidade? Então olha o convite do Bloco Pagu: “Se você é adepto dessa ideia, seja menino, menina ou menine, está mais do que convidado a se juntar a nossa grande festa”.