Mães se unem em ato contra o governo Temer

Crédito: Divulgação

Com medo das ações truculentas da Polícia Militar nas últimas manifestações em São Paulo, um grupo de mulheres mães e feministas se uniram para organizar um ato exclusivamente para mães e filhos – o Mães Pelo Fora Temer, que acontece sábado, 10, em São Paulo.

O objetivo da manifestação é unir mulheres que são mães e ir para rua lutar contra o governo Temer junto aos filhos de forma segura e pacífica, ensinando para as crianças a prática da democracia e a necessidade da mobilização popular. Mais de 1000 mulheres confirmaram presença e nas redes sociais articulam palavras de ordem e como irão se organizar durante o ato.

Para Shirlley Lopes, uma das organizadoras do evento, esse tipo de ação é importante porque une mulheres que são mães no mesmo propósito, além de permitir que se manifestem de maneira segura junto dos filhos “Eu me vi impedida de ir para os atos com minha filha que é muito pequena por medo da polícia. Por isso resolvi organizar algo para nós, mães”, afirma.

A concentração do Mães Pelo Fora Temer vai ser no vão livre do Masp, a partir das 14 horas.

Plantão da Defensoria Pública

Vale lembrar que a Defensoria Pública de São Paulo está atuando em sistema de plantão para atendimentos durante manifestações. O plantão é voltado para situações de prisões em flagrante e apreensão de adolescentes. O atendimento disponibilizará assistência jurídica em Delegacias de Polícia para manifestantes que não tenham condições de contratar advogados.

Os Defensores Públicos plantonistas podem adotar medidas emergenciais, prestar orientação jurídica a detidos e familiares, além de acompanhar, em Delegacias, a lavratura de autos de prisão em flagrante ou de apreensão de adolescentes. A Defensoria também atua em audiências de custódia, que costumam ocorrer em até 24 horas após a detenção, no Fórum Criminal da Barra Funda, além de audiências de apresentação de adolescentes no Fórum da Infância e Juventude.

Durante o período, a Defensoria também recebe denúncias de violações de direitos humanos por meio do e-mail manifestacoes@defensoria.sp.gov.br. Nos dias de manifestações, a Defensoria pode ser contatada pelo telefone (11) 94221-0426.