Documentários brasileiros mostram a realidade sobre o aborto no país

Crédito: Reprodução do curta Aborto dos Outros

Dia 28 de setembro é o dia Latino Americano de luta pela descriminalização e legalização do aborto. Para fomentar o debate acerca do assunto, escolhemos alguns dos principais documentários disponíveis no Youtube, que narram de forma real e sensível a realidade de muitas mulheres no Brasil.

CLANDESTINAS

O documentário  com roteiro de Renata Corrêa e direção de Fádhia Salomão, faz um pequeno panorama da situação das mulheres que abortam ilegalmente no Brasil. Misturando experiências reais e atrizes interpretando textos de mulheres anônimas que decidiram interromper a gravidez. Dê play e sinta com a gente essa dor e essa esperança que um dia a legalização e a descriminalização do aborto seja uma realidade na América Latina.

Ficha técnica: Clandestinas (Brasil, 2014), dirigido por Fadhia Salomão, roteiro de Renata Côrrea e produção de Babi Lopes.

O ABORTO DOS OUTROS

De Carla Gallo, o documentário O Aborto dos Outros tenta aproximar mulheres que interrompem a gravidez. O fio condutor da narrativa é a história de uma jovem de 14 anos que foi estuprada no caminho para a escola e engravidou. O espectador acompanha a internação e o processo de espera da paciente e age como um confidente, sabendo tudo que a garota está sentindo e pensando. Paralelamente, há relatos de mulheres que abortaram por má formação do feto, relacionamentos conturbados e falta de condições financeiras. Para mais informações, acesse o site do documentário.

Ficha técnica: O Aborto dos outros (Brasil, 2008), dirigido por Carla Gallo.

FIM DO SILÊNCIO SOBRE ABORTO

O longa conta a história de mulheres que recorreram ao aborto em algum período de suas vidas e mostra como a questão independe de classe social, cor, condições financeiras e ou de formação. As mulheres mostram seus rostos e defendem que a criminalização é a principal responsável pela morte de tantas mulheres em procedimentos inseguros. Rico em dados, o filme se mantém atual, com exceção das informações referentes à criminalização do aborto em casos de anencefalia, medida que foi alterada em 2012.

Ficha técnica: Fim do Silêncio sobre aborto (Brasil 2008), 53 minutos, dirigido por Thereza Jessouroun.

HOMEM GRÁVIDO?

A ONG feminista Católicas pelo Direito de Decidir tem usado o teatro, o graffiti e o vídeo para sensibilizar a população sobre os direitos das mulheres, incentivando a reflexão e o debate público sobre o aborto. Entre essas ações está o curta metragem Homem Grávido?

Ficha Técnica: Homem Grávido (Brasil, 2011), 2 minutos, direção,concepção e roteiro por Elisa Gargiulo, Alessandra Cavagna e Valéria Melki Busin.